RESENHA: VARATHRON - Patriarchs of Evil
30/07/2018 - 20h28 em Resenhas

 

 

VARATHRON - Patriarchs of Evil

Label: AGONIA RECORDS - Clique aqui para acessar o site 




HISTÓRICO

Uma das mais respeitadas bandas do Black Metal grego, a VARATHRON completa, agora em 2018, 30 anos de atividade.

Atualmente formada por Stefan Necroabyssious (vocais), Achilleas e Sotiris (guitarras), Haris (bateria) e Stratos Kountouras (baixo) e responsável por clássicos como "His Majesty at the Swamp", de 1993, e "Walpurgisnacht" de 1995, a banda acaba de lançar "Patriarchs of Evil" pela AGONIA RECORDS.

 

ANÁLISE

De todas as bandas do Black Metal grego, uma das mais originais e abissais é a VARATHRON.

Seu mais recente trabalho, "Patriarchs of Evil", apresenta uma banda cada vez mais afiada, agressiva e ainda assim dona de um clima único. Essa fusão entre as características do Black Metal grego com o Heavy Metal tradicional faz de "Tenebrous" um dos grandes momentos do álbum. Excelente faixa de abertura! E quanto mais avançamos durante a audição de "Tenebrous", mais percebemos porque a VARATHRON é uma banda seminal: Os vocais de Stefan Necroabyssious nunca estiveram tão agressivos, a cozinha, formada por Stratos e o "monstro" Haris é uma das mais afiadas do Black Metal e as guitarras... Ah, as guitarras desse álbum são um exemplo de como o Black Metal pode ser técnico e brutal ao mesmo tempo.

Essa influência do Metal tradicional está presente na faixa seguinte, "Into the Absurd". As guitarras de Achilleas e Sotiris destilam riffs rápidos aumentando ainda mais a velocidade da música. Torna-se uma tarefa impossível ouvir essa faixa e não se espantar com a extrema técnica apresentada aqui. Sem dúvidas, um dos momentos memoráveis deste disco!

Depois de duas faixas extremamente rápidas, aquele VARATHRON mais climático surge em "Luciferian Mystical Awakening". Essa versatilidade em apresentar temas climáticos ao lado de temas mais agressivos é muito bem executado pelos gregos. Esta faixa figura facilmente entre as grandes clássicas do passado. 

Se já estávamos (mais uma vez) entusiasmados com a performance de S. Necroabyssious, o que ele faz aqui pode ser classificado como magistral. Maleficamente possuído!

Lembre-se: Estamos apenas na terceira música de "Patriarchs of Evil" e a VARATHRON já mostrou porque são os "Patriarcas de todo o mal".

O êxtase continua presente na rápida "Saturnian Sect" assim como na épica "Remnants of the Dark Testament". E aqui, novamente menção para o duelo entre os vocais infernais e o instrumental acima da média. Ouça essa faixa atentamente, percebendo cada uma das várias nuances apresentadas!

Outro grande momento surge em "Hellwitch (Witches Gathering). Essa faixa poderia figurar facilmente no álbum anterior, o excelente "Unthrodden Corridors of Hades".

Para todo aquele que sobreviver a essas preciosidades, as duas faixas seguintes encerram de forma triunfal este disco: "Orgasmic Nightmares of the Arch Desecrator" possui momentos seminais, onde, mais uma vez, o Metal se funde às bases do Black Metal criando um dos momentos mais épicos já registrados. A já conhecida "Ouroboros Dweller (The Dweller of Barathrum) encerra este que é, sem dúvidas, um dos melhores álbuns lançados pelos Patriarcas do Black Metal Grego.

 

VEREDITO

Motivos para a compra desse disco:

1) É VARATHRON!

2) Trinta anos depois de seu início, a banda lança um dos melhores álbuns do Black Metal Grego.

3) É VARATHRON!

4) A fusão do Heavy com o Black Metal, feito de forma seminal neste álbum, engrandeceu ainda mais a mística da banda.

5) TODAS as faixas possuem momentos surpreendentes, fazendo com que a surpresa e o contentamento sejam uma constante.

6) Este é, sem dúvida, o lançamento com maior destaque para a parte instrumental, sendo executado por músicas irrepreensíveis, tendo uma das melhores produções até o momento.

7) Com o passar do tempo, os vocais de Stefan Necroabyssous tornam-se mais infernais e sua interpretação o eleva a um dos maiores vocalistas de todos os tempos.

8) A arte desse álbum, a cargo de Juanjo Castellano, merece um capítulo a parte. Tão linda que a compra da versão em vinil também torna-se obrigatória.

9) Apesar de todas as faixas esbanjarem técnica, "Luciferian Mystical Awakening", "Orgasmic Nightmares of the Arch Desecrator" e "Ouroboros Dweller (The Dweller of Barathrum)" já nasceram clássicas.

10) É VARATHRON!

  

(Daniel Aghehost)

 

 

 

 

Track-List

1.Tenebrous

2.Into the Absurd

3.Luciferian Mystical Awakening

4.Saturnian Sect

5.Remnants of the Dark Testament

6.Hellwitch (Witches Gathering)

7.Orgasmic Nightmares of the Arch Desecrator

8.Ouroboros Dweller (The Dweller of Barathrum)

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!