RESENHA: ETERNAL SACRIFICE - Ad Tertivm Librvm Nigrvm
29/10/2018 22:06 em Resenhas

 

 

 

 

ETERNAL SACRIFICE - Ad Tertivm Librvm Nigrvm

Label: HAMMER OF DAMNATION - Clique aqui para acessar o site               




HISTÓRICO

Celebrando 25 anos de batalhas em prol do metal negro nacional, a soteropolitana ETERNAL SACRIFICE, que possui algumas das demos mais cultuadas do underground além de dois álbuns de estúdio, acaba de lançar seu novo álbum "Ad Tertivm Librvm Nigrvm" pela gravadora HAMMER OF DAMNATION. 

 

ANÁLISE

Oito anos após o lançamento de "Iluminados por Thanatherous Aleph... Musickantiga (Macabre Operetta: the Magickal Revival of Books, Pacts and Holy Writings: Atto II)", eis que a entidade ETERNAL SACRIFICE ressurge com seu novo álbum: "Ad Tertivm Librvm Nigrvm".

Há pouco tempo, a faixa "The Three Mashu's Seals- The Conquest of the Ganzir and Arzir Gates (Hazred Area)" fora divulgada pela gravadora da banda (HAMMER OF DAMNATION) e ali já pressupus que estaria, em breve, defronte de um novo clássico.

E esta impressão se confirma logo em "Introiro". Este pequeno convite para a missa negra que está por vir funciona muito bem no contexto do álbum. Quantas intros ficaram em sua memória? Com certeza, esta será mais uma!

Assim que a estupefação passa com o término da introdução, a faixa já conhecida do álbum explode nos alto-falantes. O começo mais cadenciado, com muitas influências do metal tradicional, apenas evidencia o excelente trabalho de guitarras realizado por Charles Lucxor Persponne e Marquis Orias Snake. Sem dúvidas, uma das duplas mais afiadas do metal extremo nacional. O que fazem aqui é brincadeira! Mas não são precisos muitos segundos para que percebamos que em poucos segundos conseguem alternar de partes cadenciadas à mais pura brutalidade necessária ao Black Metal.

Clássica!

Um grande álbum não se faz sem grandes músicos. E o poder de ataque da ETERNAL SACRIFICE é devastador! A bateria de Frater Deo Soror Comite Ferro dá início a "The Vision of the Light of the Sculptures in the Monument of Mashu (The Black Book of Signs and Evil Spells)". Assim como na faixa anterior, o trabalho de bateria aqui beira a insanidade! Para acompanhar algo descomunal, o excelente trabalho de baixo (gravados por Marquis Orias Snake) e os teclados de Kastiphas estão muito acima do que estamos acostumados a ouvir. Aliás, coitado do baixista que precisar executar essas linhas ao vivo! Baixo e bateria num casamento complexo que beira a perfeição sendo acompanhados por teclados que realmente sabem qual é o clima proposto pelo Black Metal. 

Claro que estamos falando de músicos que estão no underground há muito tempo. Mas já vimos diversos exemplos que isso não é garantia para resultados soberbos como vistos aqui.

E os vocais?

É de comum conhecimento que M. T. L. H. Naberius possui um dos vocais mais indefectíveis do Black Metal nacional. Tanto que as vocalizações do álbum anterior (especialmente na música "Alcandro in the Magick Circle of the Practice Secret Enchantment and His Pagan Rites in the Alkmeemom's Kingdom") chamaram muito a atenção pela potencialidade apresentada.

E neste álbum as coisas estão ainda mais estupendas. Impossível conceber toda essa complexidade musical sem vocais à altura, como ouvimos aqui. E, não por isso, esta terceira faixa é um dos momentos mais especiais do álbum (preste atenção aos 5'30", quando a música atinge seu clímax).

Não chegamos ainda na metade deste clássico (sim, não é preciso muito para constatar este fato), quando "The Amulet, the Fire and the Seals of Wisdom in the Course of a Triple Life", uma das mais velozes do álbum, chega num arroubo. Todas as características individuais já decantadas nestas linhas aparecem em profusão. 

A cada nova faixa ouvida, mais difícil torna-se a missão de encontrar um destaque.

"The Revelations of the First Sigil, Lucifer, After a Saga of Delusions and Battles", a mais curta do álbum, é também outro momento interessante. Incrível como caminhamos para o final do álbum e as coisas ficam ainda mais grandiosas! Novamente destaco a coesão inspiradíssima do instrumental numa condução perfeita para os vocais mais insanos de Naberius até aqui. Esta é uma faixa perfeita para celebrações ao vivo!

O clima épico ressurge em "When Angel of Light in Ur, in Invoking the Second Sign Agga" onde percebemos, mais uma vez, que "Ad Tertivm Librvm Nigrvm" não é um disco qualquer. Esta é uma obra que deve ser apreciada por inteiro (dificultando o trabalho daqueles que ouvem apenas "faixas isoladas" de forma virtual). A negra saga cantada aqui possui estrutura sem igual, muito bem elaborada pela banda. É possível até "enxergar" o cenário proposto mediante o clima criado pela ETERNAL SACRIFICE.

O andamento "galopante" marca o início de "Nasha, Restitution of Double the Light (Luce) and Harmony (Fer) - Pagan's Calls", outro grande momento do álbum. Aqui, perto de sua conclusão, a história vai atingindo seu clímax, tornando o álbum ainda interessante. Destaque para os solos memoráveis nesta faixa! Emocionantes!

Um breve e lindo interlúdio surge para que o ouvinte possa se preparar para o ataque final de "Ad Tertivm Librvm Nigrvm": "The Emptiness, the Guard of the Sortileges and the Time in which the Dust Takes the Rites".

Seu início semi-acústico transporta o ouvinte para a batalha final, onde a escuridão triunfará diante de uma sociedade falida. Todas os destaques decantados até aqui voltam em um momento único, de condução perfeita e andamento tão especial que figurará facilmente entre os melhores já ouvidos.

De verdade: um dos destaques deste disco é seu instrumental. E, nesta faixa o que ouvimos da bateria, do baixo, do teclado e das guitarras emocionará todo verdadeiro amante do underground. E como já disse, o clima não seria perfeito e majestoso sem a a qualidade absurda dos vocais. 

O prólogo encerra de forma brilhante esta verdadeira missa negra, conduzida por quem realmente vive o metal negro. 

Uma egrégora que, mesmo tendo pouco tempo de existência, já firmou sua importância em uma das maiores histórias do metal negro nacional. Afinal, 25 anos não são 25 dias!

 

VEREDITO

São tantos os motivos para que você adquira este material que resolvi enumerar:

1) Pense em álbuns clássicos do Black Metal nacional? Pois certamente "Ad Tertivm Librvm Nigrvm" não fica atrás de nenhuma destas brilhantes obras.

2) Este álbum foi lançado pela HAMMER OF DAMNATION em uma embalagem sensacional: Um digipack protegido por slipcase mais encarte de 20 páginas numa arte devastadora. Os lançamentos da HOD são conhecidos pelo alto padrão de qualidade. Mas aqui, as coisas estão ainda mais superlativas.

3) O álbum anterior da ETERNAL SACRIFICE é um clássico absoluto, mas não possui a produção perfeita que ouvimos aqui. Isso mostra que, a banda tendo uma produção impecável (aqui a cargo de Naberius, tendo como engenheiro de som o grande Sidnei "Grim" Falcão), consegue mostrar toda sua absurda técnica.

4) Pouco comentei sobre as letras do álbum. Como pouco visto até hoje, recomendo que ouça o álbum deliciando-se com a história narrada aqui. Verás que é muito mais que apenas um álbum!

5) Um dos maiores ilustradores do mundo, Marcio Menezes (Blasphemator Art), conseguiu criar artes inesquecíveis para o álbum. O artista certo para a atmosfera proporcionada em "Ad Tertivm Librvm Nigrvm".

6) Todas as músicas deste álbum são inesquecíveis, mas "Nasha, Restitution of Double the Light (Luce) and Harmony (Fer) - Pagan's Calls" é um daqueles hinos que beiram a perfeição.

 

Estamos diante de uma pequena obra-prima. 

Indicado apenas para os verdadeiros amantes das artes negras!

 

A.M.S.G.

 

 

(Daniel Aghehost)

 

 

 

 

Track-List

1.Introiro

2.The Three Mashu's Seals- The Conquest of the Ganzir and Arzir Gates (Hazred Area)

3.The Vision of the Light of the Sculptures in the Monument of Mashu (The Black Book of Signs and Evil Spells)

4.The Amulet, the Fire and the Seals of Wisdom in the Course of a Triple Life

5.The Revelations of the First Sigil, Lucifer, After a Saga of Delusions and Battles

6.When Angel of Light in Ur, in Invoking the Second Sign Agga

7.Nasha, Restitution of Double the Light (Luce) and Harmony (Fer) - Pagan's Calls

8.Interludium

9.The Emptiness, the Guard of the Sortileges and the Time in which the Dust Takes the Rites

10.Prologum

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!