RESENHA: QUEIRON - Endless Potential of a Renegade Vanguard
27/12/2018 17:29 em Resenhas

 

 

QUEIRON - Endless Potential of a Renegade Vanguard

Gravadora: Heavy Metal Rock (clique aqui para acessar o site)

 

De Capivari (SP) vem a tempestade sob o título “Endless Potential of a Renegade Vanguard”, quinto full álbum da banda de Death Metal QUEIRON.

Formada em 1994 a banda segue em intensa atividade por todos esses anos, com vários shows e tours, mas seu último lançamento foi em 2013 (Sodomiticvm Per Conclave). Depois de cinco anos de espera, então, o silencio foi rompido. E esta espera acabou de forma vulcânica com nove hinos que mostram o verdadeiro sentido do Brutal Death Metal.

Um disco tão bem produzido em sua parte gráfica que foi assinada por Alcides Burn e Emerson da Silva Maia, dois renomados artistas que tem seu nome em vários outros trabalhos de peso, sendo assim, podemos dizer sem medo que este novo álbum da QUEIRON não deve nada ao que temos no exterior, porém a desgraceira toda vem no som, e realmente temos aqui uma intensidade sonora que faz a diferença em tudo feito até hoje, mas, é preciso notar a evolução musical da horda, isso sem dúvida é audível e presente nesse trabalho. As músicas são executadas com esmero, precisão e fico feliz em ver que bandas como a QUEIRON mostram um amadurecimento musical e a experiência necessária para atingir seu objetivo.

O disco abre com “Impera Caedes”, a regra do abate é destruir tudo. Será que os ouvidos mais preparados poderão suportar o massacre sonoro que virá?

O Brutal Death Metal mostrado em “Pestis Pain” deixa bem claro que a pancadaria será intensa, os blastbeats insanos se misturam a riffs caóticos executados com precisão pelas guitarras, fundindo uma parte cadenciada somente para quebrar na volta do caos que é a música, e assim segue “Denial Upon the Heavenly Scorn”, simplesmente nesse ato muitos pescoços já devem ter sido quebrados e de repente “Iussu Caelest Negabunt” uma trégua aos ouvidos, para contagem dos mortos, após o massacre oferecido de entrada.

“Misleading Mission” e “King of Damned Proclamation” retomam a brutalidade em músicas poderosas e mostram o perfeito entrosamento da banda adquirido nesses anos todos e comprovando isso temos “Unholy Perverse Rapture” e “Tombs I Desecrate” com fantásticos solos de guitarra que fazem o contraponto perante o peso sonoro apresentado.

Por fim a faixa título do álbum “Endless Potential Of A Renegade Vanguard” que é o fechamento de um trabalho que dignifica o Death Metal Nacional e que ecoará por muitos anos em nossos ouvidos e mentes.

 

 

(Benedicto Junior - Programa Apocalipse)

 

 

 

TRACK LIST

1.Imperia Caedes

2.Pestis Pain

3.Denial Upon the Heavenly Scorn

4.Iussu Caelest Negabunt

5.Misleading Mission

6.King of Damned Proclamation

7.Unholy Perverse Rapture

8.Tombs I Desecrate

9.Endless Potential of a Renegade Vanguard

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!